Logo Empregos em Brasília

Menu

Blog

21/4/2013

Dicas para não falhar no currículo

O primeiro passo para se ter sucesso em uma entrevista de emprego é o currículo, que deve ser desenvolvido de maneira objetiva, que desperte o interesse do leitor e auxilie como um roteiro na entrevista.
“Apesar de representar apenas 7% da comunicação entre o entrevistado e o recrutador, o currículo é a ferramenta que abrirá ou não o caminho para a entrevista”, diz a consultora Lee Hecht Harrison/ DBM, Denise Ovadia.Denise ensina que o currículo deve resgatar habilidades, conhecimento e experiências sempre em ordem das mais importantes e relevantes para a vaga. “Não adianta destacar um curso ou experiência interessante, mas que nada tem a ver com a vaga pretendida. Será uma informação irrelevante para a empresa”, ressalta.

Saiba como preparar um currículo perfeito:

FORMATOS MAIS COMUNS

Cronológico – É ideal para quem já está a mais de 20 anos no mesmo lugar e já passou por muitos setores.

Funcional – recomendável quando há pouca variedade de empresa, porém sempre colocar as experiências mais relevantes.

DADOS PESSOAIS

Nome reconhecido no mercado – usar o sobrenome mais forte.

Endereço completo – fundamental para a comunicação, às vezes não é possível fazer contato pelo telefone e o endereço é uma alternativa.

Atenção: Não se coloca dados como RG e CPF no currículo.

OBJETIVO PROFISSIONAL

O que eu quero ser?

Relacionar ao nível hierárquico que eu quero ocupar. Cuidar para não limitar as oportunidades por conta da expressão do seu objetivo

QUALIFICAÇÕES

As principais qualificações devem ocupar mais ou menos 1/3 da primeira página ou cerca de 5 tópicos do currículo;

As qualificações têm que sustentar e justificar o objetivo para haver coerência;

Colocar as empresas por onde passou do mais atual ao mais antigo – nomear a empresa, as atribuições e as realizações;

Recomendável se reportar até 10 anos de experiência;

Idiomas, vivência no exterior …

PRINCIPAIS REALIZAÇÕES

O que realizei?

Pra que realizei?

Como realizei?

Resultado.

FORMAÇÃO ACADÊMICA

Nome do curso

Instituição

Ano de conclusão

Informar caso o curso esteja completo

Caso a formação esteja em curso, informar o ano previsto para conclusão

Colocar os cursos em ordem decrescente, sempre o mais recente.

Colocar sempre os cursos mais relevantes para a vaga que eu está concorrendo

IDIOMAS o quanto falo, o quanto leio e o quanto entendo.

Não minta com relação ao nível de conhecimento. Pode ser complicar na hora da entrevista.

INFORMÁTICA – só se for algo muito específico. Não se coloca Word, Excel e outros programas do Office, pois já é básico e todos devem ter conhecimento.

PALESTRAS – se você ministrou alguma palestra, mesmo que não seja do ramo do seu objetivo é importante colocar porque mostra um diferencial, uma competência de falar com um grande público, uma liderança, um domínio, uma desenvoltura.

PUBLICAÇÕES – cuidar se é coerente ao objetivo.

EXPERIÊNCIAS INTERNACIONAIS – tipo de congresso, evento ou trabalho executado, em que lugar e em que tempo aconteceu.

TRABALHO VOLUNTÁRIO – demonstra responsabilidade social, uma vez tendo no currículo o examinador terá um olhar  mais sutil e não tão crítico e objetivo.

Outras informações como Estado Civil e filhos podem constar no fim do currículo ou no cabeçalho nos dados pessoais.

Denise reforça que todas as informações devem estar alinhadas com o objetivo de carreira. “Antes de responder cada uma das questões, dê uma revisada nos objetivos e confirme se há coerência”.

CUIDADOS GERAIS:

– Não poluir o currículo: papel branco ou reciclável;

– Cuidar os estilos: não usar muitos tipos de fontes;

– No mínimo 2 páginas e não passar de 3 páginas;

– Metragem: tamanho A4;

– Margens: 1,5 superior, inferior, direita e esquerda;

– Fontes mais usadas: Arial, Tahoma, Verdana, Centaur e Times New Roman;

– Tamanho fonte: mínimo 10 máximo 12;

– Espaçamento: simples;

– Cuidar marcas de revisão;

– Verificar se a correção do Word está adaptada a nova ortografia;

– Depois do currículo pronto, converter para PDF para evitar edições;

– Cuidar gramática, pontuação e ortografia;

– Cuidar vícios: estrangeirismos;

– Cuidar excesso de abreviações;

– Cuidar repetições de verbos; buscar sinônimos.

 

 fonte: administradores
»
Empresa? Anuncie sua vaga aqui.