Logo Empregos em Brasília

Menu

Blog

26/4/2013

As dez áreas com escassez de profissionais

A maioria desses trabalhadores está dentro de indústrias e fábricas.
Os técnicos estão em primeiro lugar na lista de vagas sobrando.

As dez áreas em que mais faltam profissionais é o tema da Sala de Emprego desta segunda-feira (22). Segundo pesquisa da ManpowerGroup, de cada dez empregadores, sete têm dificuldade de contratar para os seguintes cargos:  técnicos, trabalhadores de ofício manual, engenheiros, motoristas, operadores de produção, contadores e profissionais de finanças, representantes de vendas, profissionais de TI, operários e mecânicos.

No estudo, feito em 41 países, fica claro que a maioria das ocupações em falta está dentro das indústrias e das fábricas. Operários e mecânicos sem muita experiência, por exemplo, têm neste cenário uma boa oportunidade.

Na fábrica de alimentos Vale Fértil, chegam novos operários quase todos os dias. Pessoas começando, no lugar de outras que acabaram de sair. Como esta rotatividade, que é cada vez mais comum, não é boa para a empresa, os operários que permanecem ganham cursos, podem subir na carreira e virar operador de produção.

Nesta mesma fábrica trabalham engenheiros, outra carreira que tem vagas sobrando. Porém, o que os empresários mais procuram são os técnicos. São eles que consertam as máquinas usadas por operários e ajudam os engenheiros nas tarefas.

Segundo o Senai, o Brasil vai precisar de 520 mil técnicos industriais até 2015. Atualmente, o número de técnicos que saem dos cursos não é suficiente para atender o mercado.

A falta de candidatos é apontada por um terço dos empresários ouvidos na pesquisa como o principal motivo para não preencher postos de trabalho.  Ao lado, com o mesmo percentual, vem a falta de qualificação.

fonte: Globo

»
Empresa? Anuncie sua vaga aqui.